Como melhorar o ensalamento de turmas?

Tempo de Leitura: 3 minutos
professora-do-sexo-feminino-em-frente-a-sala-de-aula-respondendo-duvidas-dos-alunos

A flexibilização curricular e o uso de plataformas para personalização do ensino são algumas das soluções para atender ao desafio de melhorar o ensalamento das turmas de alunos. O importante é estar ciente do quanto isso é necessário para a sustentabilidade do seu negócio. 

O problema é antigo. Mas a forma de resolvê-lo deve ser a mais inovadora possível. Entre professores e estudantes, são bastante comuns os comentários sobre esta ou aquela turma.

A comparação é constante. Fala-se do alto desempenho da turma X. Da dificuldade de avanço da turma Y. E de como é fácil ou difícil se trabalhar com a turma Z. E assim por diante.

Este tipo de situação, na maioria das vezes, resvala para a ênfase ao que é negativo em detrimento dos aspectos positivos. E, portanto, não agrega valor algum à instituição de ensino. Pelo contrário.

Melhora da qualidade de ensino

Subdivisões mal feitas impactam negativamente tanto no processo de ensino quanto no nível do aprendizado. Por tudo isso, melhorar o ensalamento de turmas se torna uma obrigação para as instituições de ensino superior. 

É preciso entender a criação de critérios claros e eficientes para melhorar o ensalamento das turmas como prioridade. Isso traz ganhos significativos à dinâmica que se instala nas aulas, aumenta a qualidade do ensino, fideliza os clientes atuais e mantém ou até alavanca a receita financeira da instituição.

E ainda conquista-se novas matrículas. Lembrando que a entrada de novos alunos na instituição é facilitada sempre que não for necessário atingir um número mínimo deles.

Agora vamos aos exemplos do que não fazer. Tentar colocar estudantes que já passaram por reprovações numa mesma turma é um equívoco. E uma classe somente com aqueles que são mais rápidos para aprender também é contraproducente.

O mesmo erro ocorre quando são escolhidos determinados professores para certas turmas. Professores não tão bem avaliados assumindo turmas cujo desempenho supostamente é mais fraco também não é uma decisão acertada. Veremos a razão.

A riqueza da diversidade

O que vale na vida vale para as instituições de ensino também. Na natureza, frutas, flores e frutos são completamente diferentes e vivem em harmonia, certo? Entre os seres humanos, isto deve se repetir. 

A riqueza da humanidade está justamente na diversidade. Por que, então, separar os alunos ou os professores pelo que eles têm de igual? Um ambiente de ensino no qual os diferentes convivem alcançam resultados muito mais positivos.

Todos têm potenciais e estes devem ser levados em conta na sua totalidade. Ao melhorar o ensalamento das turmas, estudantes e corpo docente são escolhidos de acordo com critérios que promovem uma melhor performance.

E iniciativas pedagógicas mais específicas podem ser organizadas de forma equilibrada.

Como melhorar o ensalamento das turmas

  • Fique atento não somente às notas, mas aos comportamentos de cada aluno;
  • Mantenha atenção em como vem se desenvolvendo a convivência entre os estudantes;
  • Avalie o grau de integração entre alunos e cada um dos professores;
  • Converse com o time de professores, coordenadores e diretores;
  • Realize pesquisas de satisfação com os alunos periodicamente;
  • Misture os alunos de forma homogênea agrupando-os por afinidades e interesses comuns;
  • Não hesite em tratar logo os problemas identificados;
  • Fortaleça as relações interpessoais entre os professores e os alunos;
  • Tenha um mapeamento sólido sobre o desempenho de cada funcionário da instituição.

Ensalamento dinâmico e flexibilização curricular

Um caminho ainda mais eficiente para melhorar o ensalamento é por meio da implantação de um sistema dinâmico baseado na flexibilização curricular. O mercado de inovação em educação oferece hoje plataformas digitais que facilitam esse processo com foco no ensino superior.

Com um sistema inteligente, essas soluções trabalham a favor do aluno e da instituição. A favor do estudante porque dá a ele a oportunidade de escolher por conta própria as disciplinas que mais lhe interessam, aumentando o engajamento nas aulas o que, consequentemente, melhora o desempenho.

E a favor da instituição porque o sistema é capaz de ofertar disciplinas proporcionalmente à quantidade de alunos matriculados, o que aumenta a margem operacional e acaba com as turmas deficitárias.

Além disso, os professores podem ensinar aquilo que mais que dominam sem ficar presos a ementas desatualizadas e desinteressantes.

Se a sua IES está buscando uma disrupção no modelo educacional adotado, sua gestão escolar precisa passar por um profundo esforço de inovação. Contar com a flexibilidade curricular e a maior sinergia entre os cursos permite ao aluno ter a autonomia desejada e ajuda a sua instituição a obter melhores resultados e se posicionar melhor no mercado.

Para saber mais sobre as soluções disponíveis no mercado, conheça o Blox, plataforma de flexibilização curricular, e as vantagens e os ganhos que a ferramenta traz para sua IES!​

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ler notícia universitarios-estudando-em-sala-de-aula-com-tablet Gestão de IES

Estratégias para modernizar o ensino na sua IES

10.jun.2021

Você está disposto a modernizar o ensino na sua instituição? Então, acompanhe as principais estratégias que devem ser adotadas para requalificar e inovar.

Ler notícia estudantes-de-universidade-em-sala-de-aula-participando-do-conteudo-com-professor-presente Tecnologia e Inovação

O que é a flexibilização curricular?

08.jun.2021

A flexibilização curricular é uma maneira de tornar a sua IES mais inovadora para os alunos. Saiba mais!

Ler notícia alunos-universitarios-em-reuniao-para-debater-atividades-complementares Gestão de IES

Atividades complementares: qual é a importância delas para a IES?

03.jun.2021

Saiba o que são atividades complementares, como elas fazem diferença em uma IES e qual é a melhor forma de incentivá-las!