Conteúdos digitais no Ensino Superior: o futuro do aprendizado é virtual?

Tempo de Leitura: 2.5 minutos
jovem-estudante-acompanhando-aula-online-pelo-computador-fazendo-anotacoes-em-caderno-fisico

Será que o futuro do aprendizado no Ensino Superior é virtual? Essa é uma pergunta que muitos reitores ou gestores de faculdades e universidades têm se feito nos últimos anos, tendo em vista o crescimento da oferta de conteúdos digitais.

O que tem se observado é que o mercado da educação está seguindo os mesmos passos da sociedade contemporânea, que está inserida em um cenário de transformação digital. Isso não quer dizer, no entanto, que apenas a educação a distância (EAD) norteará o futuro da aprendizagem.

Siga conosco e entenda!

O modelo cíbrido de educação no Ensino Superior

A tendência é que, com a inserção de conteúdos digitais, a educação no ensino superior se torne cíbrida. Isso é o que aponta a pensadora digital Martha Gabriel, autora do best sellerEduc@r: a (r)evolução digital na educação”.

A autora trabalha com o conceito de cibridismo, que significa estar on-line e off-line, ao mesmo tempo.

Ela explica que, até poucos anos atrás, existiam momentos em que estávamos conectados à internet e outros não, tendo em vista que era necessário sentar à frente do computador e fazer login na rede para acessar os conteúdos digitais.

Hoje, isso não é mais necessário!

Não existem mais barreiras entre o mundo físico e o digital. Levamos a conectividade conosco no bolso, em nossos smartphones, e essa realidade tende a ser ainda maior, devido o avanço da internet, que tornam os objetos conectados.

Trazendo essa realidade para o mercado da educação de Ensino Superior, percebe-se que o consumo de conteúdos digitais tende a crescer, mas não eliminar as aulas presenciais. O que pode e deve ocorrer são metodologias de aprendizado como a sala de aula invertida.

Nesse modelo, o aluno estuda em casa, lendo e-books, assistindo vídeo-aulas gravadas, ouvindo podcasts, etc.

Depois, nos encontros presenciais, conversa com o professor, expõe o que ele aprendeu e tira eventuais dúvidas. O papel do educador tende a ser muito mais de tutor ou orientador do que a figura conhecida até então, que ministra aulas tradicionais em frente ao quadro negro.

Tendências de conteúdos digitais para o Ensino Superior

Um estudo feito pelo Centro de Inovação para a Educação Brasileira (Cieb) e a Associação Brasileira de Startups (ABStartups) divulgou que as edtechs, empresas que oferecem soluções tecnológicas no setor de educação, cresceram 23% nos últimos dois anos.

É bem provável que esse número cresça de forma exponencial nos próximos anos, uma vez que a pandemia da Covid-19 fez com que o mercado crescesse ainda mais. Veja, a seguir, algumas tendências em conteúdos digitais, que a sua instituição pode investir!

Biblioteca virtual

As bibliotecas virtuais são plataformas que reúnem artigos, revistas científicas e livros, todos no formato digital. Com elas, os alunos podem ler esses conteúdos em qualquer horário e local, em seus smartphones, tablets, notebooks e outros dispositivos.

Você já conhece a Biblioteca Virtual da Pearson? É a maior plataforma de e-books universitários e de formação profissional do país. Visite a página oficial da Biblioteca Virtual no site da Pearson Higher Education e saiba mais!

Laboratório virtual

Os laboratórios virtuais são espaços digitais, nos quais os alunos podem fazer simulações sofisticadas e realistas.

Os softwares para esse modelo de ensino são muito eficientes, principalmente para disciplinas como química, física ou biologia. Isso porque as práticas são simuladas de forma idêntica aos laboratórios reais.

Com os laboratórios virtuais os estudantes da sua universidade podem experimentar a ciência de forma inovadora e totalmente segura. Conheça o Virtual Lab da Pearson para descobrir quais vantagens ele oferece para sua IES!

Flexibilização curricular

Existem sistemas que podem ajudar as instituições de ensino superior a flexibilizar as disciplinas. Dessa maneira, os alunos podem escolher as matérias que desejam cursar na faculdade, de acordo com os rumos que desejam dar à sua carreira.

Essas ferramentas fazem com que o aluno acesse uma plataforma e monte o seu currículo, de forma autônoma. Certamente é um grande diferencial para qualquer faculdade ou universidade.

O Blox é a única ferramenta do mercado que permite a flexibilização curricular nas instituições de ensino superior com sistema de créditos e educação personalizada. Acesse a página do Blox e saiba como a flexibilização curricular pode tornar a sua IES muito mais inovadora!

Conclusão

Os conteúdos digitais no ensino superior são cada vez mais comuns nas faculdades e a sua instituição de ensino não pode ficar de fora, para não ser ultrapassada pela concorrência, tampouco se tornar obsoleta.

Saiba mais em nosso artigo que explica como as ferramentas digitais podem fazer a diferença na sua IES.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ler notícia volta as aulas tendencias educacionais para 2022 Plataformas de Aprendizagem

Volta às aulas: 5 tendências educacionais para 2022

16.dez.2021

Conheça as tendências educacionais que marcarão a volta às aulas em 2022, incluindo as novas habilidades e ferramentas digitais que a IES deve oferecer.

Ler notícia ensino personalizado na IES Plataformas de Aprendizagem

Ensino personalizado na IES: 7 passos para implementar!

14.dez.2021

O ensino personalizado é uma tendência essencial para o modelo de ensino híbrido. Conheça 7 passos para implementar na IES.

Ler notícia avaliacao da aprendizagem no ead Plataformas de Aprendizagem

Avaliação da aprendizagem no EAD: desafios e 5 dicas para avaliação eficiente!

09.dez.2021

Conheça os desafios da avaliação da aprendizagem no EAD e saiba como superá-los com a capacitação e compreensão dos estudantes.