Atividades complementares: qual é a importância delas para a IES?

Tempo de Leitura: 3 minutos
alunos-universitarios-em-reuniao-para-debater-atividades-complementares

As atividades complementares não são um conceito tão novo nas IES brasileiras.

Tem algum tempo que as universidades do Brasil pedem que, além das disciplinas regulares dos cursos, os alunos façam "atividades extracurriculares" ou "horas complementares". Porém, só recentemente começou-se a compreender a importância delas.

Hoje em dia, com um mercado de trabalho tão competitivo, a educação básica já não é suficiente. É preciso sempre dar um passo adiante para chegar mais longe. Por isso, quando estudantes buscam uma universidade, as atividades complementares chamam a atenção.

Mas o que são essas atividades? E como é possível oferecê-las em uma IES? Descubra neste artigo!

O que são atividades complementares?

Atividades complementares, como o nome indica, são aquelas que complementam o currículo universitário. Ou seja, elas são feitas à parte das disciplinas e dos estágios obrigatórios para concluir um curso de graduação.

Em algumas IES, elas são chamadas de atividades extracurriculares ou horas complementares.

O objetivo delas é proporcionar práticas e experiências aos alunos. Mesmo que não tenham relação com o curso do estudante, elas podem ajudá-lo a desenvolver habilidades importantes. Liderança, cooperação, gestão e criatividade são algumas delas.

As atividades complementares podem ser, entre outras:

  • iniciação científica;
  • monitoria ou tutoria;
  • cursos de extensão;
  • trabalhos voluntários;
  • oficinas abertas à comunidade;
  • práticas esportivas;
  • manifestações artísticas;
  • participação em eventos;
  • envolvimento com entidades estudantis.

Por que as horas complementares são importantes?

Como mencionamos, as atividades complementares têm como objetivo principal desenvolver habilidades.

Estudantes que ainda não estão no mercado de trabalho conseguem ganhar muita experiência com elas. Elas os ajudam a explorarem as suas capacidades, conhecerem pontos fracos e crescerem como profissionais antes mesmo da conquista de um emprego.

Além disso, elas podem valorizar o currículo dos alunos. Muitas empresas levam em consideração toda e qualquer atividade complementar de jovens profissionais. Afinal, participar delas significa tirar proveito das oportunidades que surgem. E essa é uma característica desejável em um colaborador.

Como implementar e incentivar atividades extracurriculares na sua IES?

Implementar atividades complementares é benéfico para a instituição e para os alunos. Os estudantes sempre vão procurar por universidades que ofereçam mais oportunidades. Por isso, é importante ofertar diversas opções nesse sentido.

A exigência de horas complementares prevista pelo MEC para a colação de grau é um bom incentivo para os alunos. Mas não deve ser o único: procure manter as atividades em foco. Apresentações, feiras e exposições são boas maneiras de fazer isso.

É importante que todos os estudantes entendam a importância das atividades complementares. Explique como elas podem beneficiá-los dentro e fora da vida universitária. E claro, promova novas alternativas constantemente.

A Pearson tem o programa ideal para ajudar a sua IES nessa missão: o Skill.Ed.

Conheça o Skill.Ed

O Skill.Ed é o centro de aprendizado de novas habilidades da Pearson. Baseado no conceito de Lifelong Learning, ele tem como objetivo preparar os alunos para o mercado e para a vida. Para isso, oferece cursos em diversas áreas, como:

  • marketing e vendas;
  • gestão e negócios;
  • carreira e desenvolvimento;
  • inglês;
  • lógica de programação;
  • liderança e empreendedorismo;
  • e muito mais.

Além das aulas presenciais, os cursos do Skill.Ed são oferecidos por meio de uma plataforma digital, que conta com uma série de recursos para auxiliar os alunos no aprendizado.

A melhor parte é que, mesmo com toda essa infraestrutura, o Skill.Ed tem uma operação pouco complexa. Ele requer apenas um mínimo de 10 computadores, acesso à internet e a contratação de um instrutor. Contratando dois instrutores, a sua IES pode oferecer diversos cursos com até 20 alunos na mesma sala.

O material é disponibilizado diretamente para os alunos sob encomenda. Ou seja, nada de ficar ocupando o espaço físico da sua IES. O processo é tão simples que, após assinar o contrato, já é possível começar a ministrar os cursos dentro de 15 dias.

Oferecer atividades complementares significa dar oportunidades para os seus alunos. E, como consequência, formar estudantes que serão profissionais mais completos. Mas esse processo não precisa ser demorado ou complicado.

Mesmo com um investimento baixo, é possível oferecer cursos de extensão para os seus alunos. Atividades como monitorias e trabalhos voluntários precisam apenas de tempo e planejamento. Com organização, você pode oferecer opções que vão beneficiar os estudantes e a IES da mesma maneira.

Ficou interessado na solução da Pearson? Então, acesse o nosso site e saiba mais sobre o Skill.Ed! ​

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ler notícia Plataformas de Aprendizagem

Tecnologias digitais na educação: 6 motivos para aplicar na IES

05.ago.2021

Entenda a importância das tecnologias digitais na educação e conheça as principais razões para aplicá-las na sua instituição de ensino superior!

Ler notícia tecnologias educacionais no ensino superior jovem mulher aprendendo online em sua casa Plataformas de Aprendizagem

A importância das tecnologias educacionais para o avanço do Ensino Superior

03.ago.2021

O digital pode transformar a aprendizagem na instituição. Entenda as mudanças e praticidades que as tecnologias educacionais proporcionam para o Ensino Superior!

Ler notícia trilhas de aprendizagem tres colegas estudantes de diferentes etnias com notebook na mesa Plataformas de Aprendizagem

Trilhas de aprendizagem: você já conhece esse conceito?

29.jul.2021

As trilhas de aprendizagem combinam as necessidades dos estudantes com o conteúdo transmitido pelo discente. São fundamentais para o Ensino Superior.