Marketing educacional: como atrair mais alunos para a sua IES?

Tempo de Leitura: 4.5 minutos
docentes-reunidos-conversando-sobre-marketing-educacional-na-universidade

Mesmo sendo uma instituição que cria carreiras e forma pessoas, é comum que uma universidade simplesmente não saiba falar com os seus alunos. Mas se esse tipo de erro se estender ao potencial público, é queda de matrículas na certa.

Felizmente, o marketing educacional ajuda a reverter esse quadro, pois oferece uma comunicação que tem precisão e gera credibilidade.

Aliás, uma universidade até pode ter credibilidade, mas isso não será suficiente para atrair alunos se ela não conseguir falar com o seu público. Portanto, conheça o marketing educacional e veja quais estratégias podem ser usadas por uma IES!

O que é o marketing educacional?

Basicamente, é o conjunto de estratégias para atrair e satisfazer alunos, oferecendo o melhor serviço no Ensino Superior. No entanto, mais do que vender, o marketing educacional vem para atender demandas sociais e legais em educação.

Um dos grandes desafios de uma IES é se posicionar no mercado sem soar comercial demais e deixar o meio acadêmico de lado. Para isso, é necessário pesquisa, conhecimento e planejamento, sobretudo em relação ao perfil de aluno que a instituição atende.

Como usar o marketing educacional no Ensino Superior?

O marketing educacional é um conceito amplo, já que ele adapta as estratégias de marketing on e offline para o campo da educação. Veja como fazê-lo da melhor forma.

Conheça o seu público-alvo

Um bom marketing educacional permite que a instituição se posicione no mercado de acordo com os tipos de alunos que deseja atrair e demonstre relevância em relação aos concorrentes. Também observa as necessidades dos estudantes atuais. 

Portanto, a maneira como a instituição se comunica pode definir se o potencial aluno vai ou não começar os seus estudos nela. Ela ainda deve ser clara para os atuais estudantes. Nesse sentido, será que a sua comunicação vende a imagem que você deseja?

Para se comunicar da maneira certa e para a pessoa ideal, você precisa conhecer o seu público-alvo. O que ele procura em uma instituição? Quem o influencia? Quantas horas deseja passar estudando?

A IES consegue essas informações conduzindo pesquisas de público-alvo, que podem ser feitas tanto com os atuais quanto com os potenciais alunos.

Seja omnichannel

Omnichannel é a integração de diferentes canais, com o objetivo de estreitar as estratégias on e offline. Dessa forma, um meio de comunicação ajuda o outro, entregando uma mensagem coerente.

Um software que auxilia a fazer essa comunicação é o de Business Intelligence (BI). Esse programa coleta, organiza, analisa, compartilha e monitora dados para criar relatórios.

Essas informações permitem tomar decisões mais inteligentes com relação às estratégias de comunicação, além de observar o que está ou não dando certo no marketing educacional da instituição.

Invista em chatbots

Em momentos de alta procura, contar apenas com a secretária e o telefone para a resolução de dúvidas pode custar muitas matrículas. Para escalar e otimizar o atendimento, o chatbot é uma das melhores soluções. 

Junção das palavras da língua inglesa chat ("conversa") e robot ("robô"), o chatbot é um robô que responde as primeiras dúvidas dos potenciais alunos sobre cursos, metodologias, preços e matrículas, por exemplo.

É importante destacar que essa tecnologia de Inteligência Artificial (IA) trabalha com Machine Learning. Ou seja, quanto maior o contato com o público, mais o chatbot aprende a falar de um jeito orgânico.

Isso não significa que ele vai esclarecer todas as dúvidas de potenciais alunos, mas que vai levar à equipe de atendimento apenas as questões mais complexas, que necessitam de auxílio humano.

Aposte no marketing de conteúdo

O futuro aluno de Ensino Superior deve ver valor na sua instituição. Ele precisa perceber que ela consegue unir o conhecimento acadêmico e as exigências do mercado. E isso é possível pelo conteúdo do marketing educacional.

Conteúdo é o conjunto de textos, imagens, áudios e vídeos produzidos e compartilhados pela sua instituição. Mais do que simples propagandas, ele deve ser pensado como algo extremamente relevante para o leitor.

Portanto, em vez de falar apenas sobre descontos, mensalidades e matrículas, aborde profissões, mercado de trabalho, pesquisa acadêmica e educação no Ensino Superior.

Além do site, existem diversos canais onde a instituição pode investir em conteúdos, como blog, redes sociais, YouTube e e-mail. 

O mais importante do conteúdo é que ele não vai apenas atrair novos alunos, mas também reter os antigos. Aliás, os estudantes atuais podem produzi-lo, como parte das matérias dos cursos de Jornalismo, Publicidade e Marketing.

Produza materiais ricos

Parte importante do marketing educacional, o material rico é um conteúdo mais denso, com dados (gráficos, pesquisas, fontes etc) que corroborem as informações. E-books, white papers, infográficos e webinars são alguns exemplos. 

Para uma IES, materiais ricos são muito importantes porque mostram uma profundidade de conteúdo maior. Afinal, é possível explorar um assunto mais denso e reunir informações importantes em apenas um local. 

Além disso, ele é um meio de atrair leads, ou seja, informações de contato de potenciais alunos. Dessa forma, é possível estreitar a comunicação com um trabalho de nutrição que começa por e-mail e termina pelo telefone.

Portanto, o seu material rico precisa ser muito atrativo, sobre um assunto que seja de real interesse do público.

Pense em uma estratégia para cada curso

Existem diversos fatores que fazem um aluno optar por um curso: proximidade do campus, boa relação custo-benefício e possibilidades de carreira, por exemplo. Mas a identificação com a área e a credibilidade que a IES passa são os aspectos mais importantes.

É muito comum que uma universidade tenha tradição no campo acadêmico, mas negligencie um curso ou outro. Portanto, use o marketing educacional para mostrar que o nível de qualidade na sua IES se aplica a todas as carreiras.

Em vez de apenas traçar uma grande estratégia de marketing educacional para a instituição, divida em pequenos planos voltados para atrair estudantes para todos os cursos.

Portanto, é preciso criar conteúdo que mostre o trabalho específico de cada curso, como entrevistas com professores sobre a área, trabalhos acadêmicos dos estudantes atuais e depoimentos de ex-alunos falando sobre o mercado de trabalho.

Além de melhorar a qualidade do ensino, esses recursos conversam com o aluno de hoje, que já se cansou do que as instituições tradicionais oferecem.

Maior empresa de educação do mundo, a Pearson conta com diversas soluções para diferentes ramos do ensino, incluindo o superior. Conheça mais sobre as soluções para ensino superior no site oficial da Pearson Higher Education!​

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ler notícia Plataformas de Aprendizagem

Tecnologias digitais na educação: 6 motivos para aplicar na IES

05.ago.2021

Entenda a importância das tecnologias digitais na educação e conheça as principais razões para aplicá-las na sua instituição de ensino superior!

Ler notícia tecnologias educacionais no ensino superior jovem mulher aprendendo online em sua casa Plataformas de Aprendizagem

A importância das tecnologias educacionais para o avanço do Ensino Superior

03.ago.2021

O digital pode transformar a aprendizagem na instituição. Entenda as mudanças e praticidades que as tecnologias educacionais proporcionam para o Ensino Superior!

Ler notícia trilhas de aprendizagem tres colegas estudantes de diferentes etnias com notebook na mesa Plataformas de Aprendizagem

Trilhas de aprendizagem: você já conhece esse conceito?

29.jul.2021

As trilhas de aprendizagem combinam as necessidades dos estudantes com o conteúdo transmitido pelo discente. São fundamentais para o Ensino Superior.