Tecnologias digitais na educação: 6 motivos para aplicar na IES

Tempo de Leitura: 4.5 min
tecnologias digitais na educação estudante asiático acenando para o professor em aula remota pelo notebook em sua casa

O uso de tecnologias digitais na educação cresce com o passar dos anos. No entanto, ainda não são todas as IES que aproveitam esses recursos ao máximo.

Caminhamos para um cenário em que dificilmente veremos salas de aulas desconectadas. O processo de ensino-aprendizagem mudou, o comportamento dos alunos em relação ao consumo do material didático também.

Dessa forma, vemos a tecnologia como uma excelente aliada às ações inovadoras da instituição. Além de auxiliar os docentes na condução e programação das aulas e atender as expectativas dos estudantes, torna o conhecimento muito mais acessível. Acompanhe!

1. Gestão do processo de ensino-aprendizagem

O uso de tecnologias digitais na educação é cada vez mais importante para o gerenciamento do processo de ensino-aprendizagem.

As plataformas online foram essenciais para os professores que precisaram se adaptar ao ensino remoto. Agora, eles sabem que podem usá-las até mesmo nas aulas presenciais.

Uma das maiores vantagens é o compartilhamento de materiais de estudo de qualquer formato que são armazenados na nuvem, ambiente 100% seguro.

Enquanto na sala de aula tende a ser difícil trabalhar com recursos audiovisuais, isso é muito simples em uma plataforma virtual. Além disso, os docentes podem concentrar todo o conteúdo em um só lugar.

Ainda existem opções que geram relatórios sobre o desempenho dos alunos. Assim, os professores conhecem cada um a fundo e auxiliam em suas trilhas de aprendizagem.

As avaliações também se tornam mais eficientes quando os docentes têm um quadro geral do desempenho educacional — e essa é uma tarefa trabalhosa sem ajuda da tecnologia.

2. Foco na experiência do aluno

Atualmente, as tecnologias na educação são muito voltadas para a experiência do estudante. Isso porque são pensadas para que o uso seja simples, intuitivo e motivador.

Lembre-se de que uma boa parte dos novos alunos da sua IES é de nativos digitais. As novas gerações estão muito mais acostumadas com recursos tecnológicos.

A experiência do aluno abrange tanto aspectos de vivência acadêmica como também aspectos sociais. Nesse cenário, a IES que oferece total apoio ao aluno, atendimento personalizado e desenvolve conexões significativas dentro e fora da universidade, certamente perceberá uma redução na taxa de evasão.

Com bons programas e ambientes virtuais de aprendizagem, os estudantes poderão se tornar protagonistas do aprendizado. Quanto mais satisfatória for a experiência, melhor será o desempenho deles.

3. Mobilidade do aprendizado com tecnologias digitais na educação

Outra vantagem das tecnologias digitais na educação que pudemos testemunhar no último ano: a mobilidade do aprendizado.

Algumas ferramentas tecnológicas eliminam a necessidade de todos os alunos estarem na sala de aula, o que possibilitou o crescimento no ensino EAD.

Além das aulas ao vivo, há a possibilidade de enviar textos, vídeos e áudios de qualquer lugar. Assim, a comunicação entre estudantes e professores pode ser contínua, por diversos meios e ainda assim manter total qualidade.

O uso da tecnologia ainda permite que os alunos tenham mais autonomia nos estudos. Eles decidem quando vão estudar, desde o local até o horário.

Definitivamente, isso é um passo à frente na tendência de ensino personalizado.

4. Plano de ensino ideal e individualizado

E por falar no ensino personalizado, as tecnologias digitais na educação não otimizam apenas o processo didático; também trazem mais eficiência para o planejamento da grade curricular.

O plano de ensino é uma parte importante do processo de ensino-aprendizagem. Afinal, determina os objetivos dos professores para cada uma das turmas. Entretanto, pode apresentar desafios na atualidade em que vivemos.

Quando não existe o uso tecnológico para otimização de processos educacionais, podemos perceber o reaproveitamento de materiais didáticos, falta de dinamismo nas aulas e, consequentemente, a alta taxa de evasão no ensino superior.

Além disso, traz aos alunos a sensação de uma aula desatualizada. Os alunos não sentem confiança no que aprendem e tendem a ficar desmotivados.

Por outro lado, com uma boa plataforma de aprendizagem, é possível criar o plano ideal. Nele, o professor deve inserir, com antecedência, todos os materiais úteis e recentes sobre o assunto que será abordado.

Mas isso não quer dizer que os estudantes devam visitar a totalidade dos conteúdos. Pelo contrário: o foco é o ensino individual. Sendo assim, é possível que os alunos decidam como vão conduzir seus estudos.

O docente não precisa escolher entre o protagonismo do aluno e o currículo ideal.

5. Precisão na análise de dados e diagnósticos de aprendizagem

Gerar relatórios e analisar informações podem ser tarefas árduas quando não contamos com a tecnologia. Principalmente na educação, em que muitas avaliações acontecem por meio de longas análises.

Além disso, é especialmente desafiador se as turmas têm aulas 100% remotas ou participam do ensino híbrido. Nesse contexto, como compreender, de fato, a evolução dos alunos a partir de dados?

Felizmente, as tecnologias digitais na educação servem como pilar para análises de dados preditivas e diagnósticos que auxiliam na identificação de alunos com dificuldades, para que o docente possa intervir e se tornar um ponto de apoio.

Assim, professores veem os alunos além das notas: o quanto eles evoluíram? Entregam os trabalhos em dia? Suas produções são relevantes? Adquiriram novas habilidades? 

Isso também pode servir como parâmetro para toda a IES. Ao acompanhar o desenvolvimento dos estudantes, é possível tomar decisões estratégicas como um todo.

6. Competitividade no mercado

O último motivo da nossa lista tem tudo a ver com o anterior. A utilização de tecnologias digitais na educação ajuda uma instituição a se destacar da concorrência.

Tomar decisões baseadas no desempenho e desenvolvimento dos alunos significa dar um bom direcionamento para a IES — seja com a seleção de professores, com a organização de turmas ou com a implantação de novas ferramentas.

Uma universidade tecnológica gera efeito positivo na percepção do público. Afinal, quem pensa em ingressar em uma instituição quer saber se será preparado para o futuro. A adoção de recursos tecnológicos representa a ligação com o que há de mais recente.

Ao investir neles, sua IES passa a se posicionar no mercado como universidade moderna, atual, de resultados e que oferece perspectiva de futuro. Para muitos estudantes, serão fatores decisivos no momento de escolher onde cursar.

Como pudemos perceber, utilizar tecnologias digitais na educação não traz apenas mais eficiência para sua instituição. Hoje, significa reais vantagens competitivas e resultados positivos de um ensino de qualidade.

E a sua IES, já está preparada com recursos essenciais para o aprendizado do futuro? Aproveite e faça o DOWNLOAD GRATUITO do Infográfico: 4 tecnologias indispensáveis no Ensino Superior!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ler notícia aprendizagem colaborativa para ambiente virtual de aprendizagem Plataformas de Aprendizagem

6 benefícios da aprendizagem colaborativa para um AVA

23.set.2021

Entenda o que é a aprendizagem colaborativa e como isso beneficia os ambientes virtuais de aprendizagem!

Ler notícia mobile learning ensino superior Plataformas de Aprendizagem

Mobile Learning: 22 aplicações + 7 motivos para implementar no Ensino Superior remoto

21.set.2021

Conheça diferentes utilidades do Mobile Learning e saiba por que implementá-lo no Ensino Superior!

Ler notícia Brightspace D2L tecnologia móvel na educação superior Plataformas de Aprendizagem

Brightspace D2L promove a tecnologia móvel no ensino superior

16.set.2021

A tecnologia na educação muda a forma com que os alunos aprendem e se desenvolvem. Veja como a plataforma Brightspace D2L ajuda sua IES.